Corretagem: Informações

Categoria: Tópicos Operacionais | 02.09.2008 | sem comentários



A corretagem é um grande mal para todos os investidores, e é uma despesa que pesa principalmente para os pequenos investidores. A corretagem é cobrada a cada operação executada, ou seja, para comprar e vender uma ação você tem que pagar uma corretagem na ida e outra na volta. Atualmente possuímos uma grande gama de corretoras no mercado, que cobram preços diferentes de corretagem, mais podemos dividir essas empresas em dois grupos: Corretagem Fixa e Corretagem Variável.

Corretagem Variável:

      Essas empresas estabelecem um preço percentual fixo, e conforme o tamanho da sua operação, a sua corretagem irá ser de um valor pequeno ou grande. Normalmente este percentual é baseado em cima de uma tabela que a Bovespa criou.

Tabela Bovespa:

Tabela Bovespa de Corretagem:

Valor da operação = custo (% da operação)

Até R$ 135,05 = 0,00% + R$ 2,70
De R$ 135,06 até R$ 498,61 = 2,00% + R$ 0,00
De R$ 498,62 até R$ 1.514,68 = 1,50% + R$ 2,49
De R$ 1.514,69 até R$ 3.029,37 = 1,00% + R$ 10,06
A partir de R$ 3.029,38 = 0,50% + R$ 25,21

        Normalmente essas corretoras, de acordo com o tamanho do cliente, possuem uma política de devolução de corretagem para diminuir o valor da corretagem. Os investidores que operam com corretagem variável normalmente ligam para uma mesa de operação quando eles querem operar, e repassam suas ordens para o corretor.

Corretagem Fixa:

        Estas empresas cobram um valor fixo em cada operação, que variam de 10 a 40 reais, e o investidor opera através do sistema Home Broker, que é uma plataforma acessada pela internet, onde o cliente da corretora executa suas ordens on-line.

Afinal qual é melhor? A resposta como sempre é: “Depende”

    Para investidores que possuem bastante capital, financeiramente é melhor utilizar a corretagem fixa, e para investidores pequenos que operam, menos que R$1.375,00 em cada operação é melhor utilizar a corretagem variável.



Comente





Posts Relacionados