Como definir métricas em seu planejamento estratégico



Definir as métricas é essencial para avaliar o desempenho de um planejamento estratégico. Mas decidir quais usar pode não ser uma tarefa tão simple. Para saber como fazer isso, continue lendo!

Tão importante quanto traçar um bom plano estratégico é acompanhar os resultados a medida em que ele for sendo colocado em prática. Afinal, é dessa forma que você saberá se a sua estratégia está dando certo e o que precisa ser reavaliado.

Para garantir que você está falando com as pessoas certas e que o seu investimento está sendo bem usado é preciso,antes de qualquer coisa, definir os seus objetivos.

Isto é, você quer aumentar as suas vendas? Fidelizar clientes? Melhorar a imagem da sua marca? Lançar um novo produto no mercado? Após definir os objetivos e traçar as estratégia de marketing, você terá que estipular métricas para seguir acompanhando o andamento do plano.

 Definindo os objetivos

Métricas são os fatores que lhe ajudarão a mensurar o desempenho do seu planejamento estratégico.

Mas, como dito anteriormente, antes de definir as métricas é preciso determinar quais são os seus objetivos com o plano estratégico, pois, tanto as métricas quanto a estratégia utilizadas dependerão delas.

Abaixo veja alguns exemplos práticos de objetivos.

Aumentar o brand awareness (reconhecimento de marca)

Se o seu objetivo é fazer com que as pessoas identifiquem e lembrem da sua marca, então o que você quer é aumentar o brand awareness (termo em inglês para reconhecimento de marca). Por meio do brand awareness, o seu público irá começar a considerar o seu produto ou serviço como alternativa para fechar negócio.

Aumentar o engajamento com a marca

Esse objetivo diz respeito ao relacionamento da marca com o seu público-alvo.

Desta forma, você sabe que conseguiu com que sua empresa se aproxime das pessoas quando elas sentem vontade de interagir com seus conteúdos.

Educar o mercado

Quando uma empresa tem um serviço muito complexo ou inovador ela precisa educar o mercado. Caso contrário, não conseguirá demonstrar que possui a solução para as necessidades da pessoas.

Esse é o caso de alguns serviços de informática, sistemas de gestão, plataformas de automação e, até, de clínicas odontológicas.

Nesse último caso a necessidade de educar o mercado pode ser vista quando um novo tratamento com  aparelho ortodontico ou implante dentario chega às clínicas e os pacientes precisam aprender sobre ele.

Após tomarem conhecimento do que se trata há um aumento  na procura pelo termo implante dentario valor na internet e, assim, o número de tratamentos feitos na clínica.

Sendo assim, a clínica deverá investir na produção de conteúdos sobre os temas, como blog posts, ebooks, artigos, templates, entre outros.

Vender mais

Esse é, provavelmente, o principal objetivo das empresas. Afinal, quanto mais se vende, mais dinheiro. Apesar de o marketing não ter como único propósito as vendas, grande parte de suas estratégias resultam na conversão de clientes.

Aumentar o lifetime-value

Quando uma empresa tem o como tipo de negócio produtos ou serviços que são utilizados de forma recorrente, ela tem o intuito de fazer com que seus clientes continuem a gerar lucro por longos períodos. Sendo assim, o objetivo aqui é aumentar o lifetime-value, ou seja, o valor de tempo de vida do cliente.

Tipos de métrica

Finalmente chegou o momento de falar das métricas! Mas antes é preciso entender que existem dois tipos: as métricas sociais e as métricas de negócio.

Algo curioso a respeito delas é que quando comparadas as duas podem mostrar resultados diferentes, ou seja, enquanto uma tem números bons a outra pode não apresentar resultados tão satisfatórios.

Pense da seguinte forma: você tem bons números de seguidores e engajamento nas suas redes sociais, mas taxas baixas de vendas.

Por outro lado, você pode ter uma audiência pequena nas redes sociais, mas que garante um bom número de vendas e de captação de novos clientes.

Abaixo confira as principais métricas sociais e de negócio.

Principais métricas sociais

As métricas sociais estão ligadas aos objetivos da empresa nas redes sociais.Sendo assim, os principais dados analisados são:

  • Alcance: É o que chamamos de meta base, pois diz respeito à quantas pessoas estão recebendo os conteúdos publicados nas redes sociais. Isso é determinado pelo número de seguidores.


É importante ressaltar, no entanto, que o  número de seguidores não deve ser usado como métrica principal, já que número de seguidores não quer dizer necessariamente que todos estão recebendo seus conteúdos.

  • Engajamento: É, basicamente, a soma de quem comenta, curte, compartilha ou clica nas postagens. Entretanto, não considere esse seu objetivo principal, já que ter tudo isso não significa que você tem um grande número de conversões.

Principais métricas sociais

É aqui que você deve gastar mais tempo analisando resultados, já que os objetivos da empresa estão sempre ligados ao aumento do volume de vendas. As principais métricas sociais são:

  • ROI (retorno sobre investimento): O ROI é um conta básica que vai lhe dizer se sua estratégia está gerando lucros ou prejuízo.

A seguinte fórmula é o jeito mais simples de calcular o ROI:

ROI = (RECEITA-CUSTO)/CUSTO

  • Taxa de conversão: Diz respeito à quantas pessoas realizaram ações importante para a geração de lucro. Dentre essas ações podem estar:
  • Baixar um material rico (e-book, kit de ferramentas, etc.);
  • Se inscrever numa lista de espera;
  • Cadastrar-se para um teste grátis do seu produto;
  • Pedir um orçamento/análise de um consultor;
  • Comprar um produto.

Outras métricas importante no marketing

Existem uma infinidade de métricas que podem ser utilizadas para medir o desempenho de seu plano estratégico. Abaixo listamos mais algumas delas:

  • Leads por canal;
  • Custo por lead;
  • CPC (Custo por Clique);
  • CPA (Custo por Aquisição);
  • Taxa de abertura de email;
  • Entre outros;

Métricas de vaidade

Bom, agora que nós já demos muitos exemplos de métricas que podem ser utilizadas por você chegou a hora de fazer um alerta sobre elas.

Existem aqueles dados que são muitos impressionantes para os olhos, mas não representam, necessariamente, o sucesso de um plano estratégico.

Números, como seguidores no instagram, curtidas no Facebook, visualizações no Youtube ou volume de pageviews, inflam o ego de uma equipe de marketing, mas é preciso saber o quanto tudo isso contribui efetivamente para as vendas.

Imagine uma página de odontologia no Facebook  que tem mais de 10.000 curtidas. Esse número pode ser expressivo, mas não diz quantas pessoas entraram em contato para saber quanto custa um implante dentario e, posteriormente, foram fazer o tratamento na clínica.

Por isso, tome cuidado com esse tipo de métrica, elas podem até fazer parte do seu plano, mas não devem ser seu foco principal.

Continue estudando!

Neste conteúdo você pôde entender um pouco sobre as métricas e como elas funcionam. Mas, como ressaltamos anteriormente, existem dezenas de métricas que te ajudarão a medir o desempenho do seu planejamento estratégico.

Por isso, continue estudando, nenhum plano nasce perfeito, ele é aperfeiçoado. O mesmo vale para a escolha das métricas.

Texto produzido por Estela Lima, redatora da empresa Clínica Ideal.



Comente





Posts Relacionados