Investimentos

Blog sobre Investimentos e Mercado Financeiro

Neste site você irá encontrar um amplo acervo de informações sobre Administração e Gestão. Você irá conhecer os principais modelos, métodos e teorias administrativas. Abaixo você pode conhecer os temas trabalhados, e os últimos artigos publicados de cada área Abaixo você pode conhecer os temas trabalhados, e os últimos artigos publicados de cada área.

Meu primeiro imóvel: devo alugar ou comprar um imóvel?

A história é conhecida: vocês se conheceram, namoraram, casaram e engravidaram. Pode mudar a ordem, ou ainda os termos, mas um dos caminhos naturais é sair da casa dos pais. Nesta hora, o casal está procurando alternativas que atendam às suas expectativas de moradia, se preocupando em manter a qualidade de vida oferecida pelos pais, porém há um sério fator limitante: o bolso!!

A mesma história se aplica aos solteiros, claro, mas escolhi o casal para ilustrar o texto, e enriquecer os exemplos! Neste caso, o casal do exemplo está procurando casas para alugar em Campo Grande MS.

Na hora da escolha, um dos pontos que deixa qualquer um dividido é:

“Alugar ou comprar? Qual a melhor opção?”

A resposta não é fácil, principalmente por depender de vários fatores, alguns que dizem respeito à capacidade financeira do casal, e vão até a conjuntura econômica do país.

Calma, não é tão complicado assim, e por isso vamos falar de cada um dos fatores:

a) Conjuntura Econômica: a situação ou momento da economia do país, podem influenciar a decisão. Considerando que o artigo foi inscrito em Junho de 2016, a perspectiva da economia para os próximos anos não é muito boa. No mercado imobiliário, os preços para compra já começaram a recuar, e a perspectiva no curto prazo não é de melhora.

Isto pode significar que aquele imóvel que anteriormente estava muito caro, passou a ficar acessível para você. Ao mesmo tempo, demonstra que é uma hora boa de comprar, caso exista disponibilidade de capital, para que você ganhe com a valorização no longo prazo (mas esteja disposto a perder valor no curto prazo).

b) Programas de Apoio do Governo: seja o programa “Minha Casa, Minha Vida” do Governo do PT, ou ainda outras facilidades obtidas através da Caixa Econômica Federal, vale a pena conhecer os subsídios para os valores de entrada, e também as taxas de juros cobradas. Na maior parte dos casos, vai fazer grande diferença sua disponibilidade de capital para pagamento de uma entrada, com a grande vantagem de um incentivo (em alguns casos chegava até a R$18.000 bancados pelo Governo Federal).

Mas não podemos esquecer que esta opção incorre em pagamentos de juro ao longo de muitos anos, normalmente mais de 10.

Além disso, é importante lembrar que existem perfis socioeconômicos nestes programas, e que só são aceitos imóveis dentro de uma faixa máxima de valor, sendo normalmente ofertada para imóveis de padrão mais baixo.

c) Financiamento Imobiliário: os bancos comerciais, além da CEF, também apresentam opções de financiamento com condições de subsídios inexistentes, e com taxas de juro mais altas, mas ao mesmo tempo oferecendo acesso à valores financiados mais expressivos, e também o acesso à utilização para imóveis de valor mais alto.

d) Capacidade Financeira do Casal: também não adianta vislumbrar a compra de imóveis, mesmo com programas de Apoio do Governo, se o casal não tiver uma capacidade de investimento para tal.

No Brasil, é difícil que a classe média e baixa tenham o capital disponível para comprar o imóvel de uma só vez, principalmente nesta fase inicial da vida, e por isso existem as opções de financiamento. Porém, mesmo que o casal tenha a capacidade de comprar através do financiamento, nem sempre isso significa que é a melhor escolha.

Ok? Mas e se o casal quiser buscar opções de Aluguel em Campo Grande?

O aluguel é uma alternativa que permite atender de imediato, àqueles que não possuem uma grande (ou alguma) reserva de capital, mas precisam morar. Por apenas um pequeno percentual (normalmente entre 0,3% e 0,8% do valor do imóvel pagos todo mês, você pode usufruir do imóvel.

Mas nem tudo são flores, no aluguel o imóvel não é seu, você não pode fazer alterações estruturais sem autorização do proprietário (e se fizer ficam para o imóvel, e não para você), o contrato tem prazo para encerrar, sem obrigatoriedade de renovar contigo ao final do período, além, é claro, de um dinheiro que você paga todo mês (como um serviço), mas não sente que ele está “ficando” para você, como um patrimônio.

No final das contas, mesmo com todas as informações repassadas, continuamos com a mesma pergunta do início do texto:

“Alugar ou comprar? Qual a melhor opção?”

Como espero que tenha ficado claro aqui, não existe uma resposta única, pois depende de cada situação.

Neste caso, se for optar pelo aluguel, você deve considerar:

– É uma excelente opção para quem quer mobilidade, e não sabe ao certo se quer se firmar no bairro ou até cidade específicos
– É uma opção também para você poder guardar qualquer dinheiro que tenha, e as vezes usar parte do rendimento deste dinheiro para bancar o aluguel
– Não fazer grandes reformas ou mudanças, então tente encontrar um imóvel já mais próximo do que você gostaria, para que não desperdice investimentos
– Utilize os sites de imobiliárias e os classificados de imóveis para encontrar opções, e poder fazer uma boa escolha

Já se está optando pelo financiamento, considere:

– Tenha certeza que quer ficar pelo menos 5-10 anos neste imóvel, já que qualquer manobra de compra e venda, ou até trocar para o aluguel, vai ter altos custos de transação (taxas, impostos, corretagem, etc…)
– Procure financiamentos da Caixa Econômica Federal primeiro, principalmente se tiver subsídios (o que está mais difícil atualmente – 2016 – por conta da situação econômica do país), e juros baixos
– Cuidado ao fazer as contas do que vai pagar de juros, não utilize apenas a simulação oferecida pelo site do banco ou do gerente
– Faça esforço para dar uma boa entrada, e se puder, ao longo do financiamento, tente antecipar as parcelas, pois tudo isso diminui muito o montante de juros que você pagará ao final

É isso! Deixo aqui as informações para que você tome uma decisão informada!


Categoria: Educação Financeira | 29.junho.2016 | sem comentários | Comentar



Alta do dólar: um bom momento para exportar

A alta do dólar deixa o brasileiro mais pobre, diminuindo seu poder de consumo e tem incentivado muitas empresas brasileiras a considerarem o mercado externo como um novo segmento de consumo, mas o desconhecimento das especificidades do mercado internacional, tal como exigências do consumidor e exigências legais, acaba inviabilizando a ideia.

Pesquisas internacionais podem custar muito para uma pequena empresa que deseja expandir a área de atuação, entretanto, buscar orientações no Senai e Apex pode ajudar a definir o foco. O primeiro passo é descobrir as oportunidades comerciais em cada país, conforme este mapa. Nele, o exportador conhece regiões fora do eixo Europa – Ásia como mercado potencial. Por exemplo, a América Latina é um potencial consumidor de peças de bicicleta. Quantas indústrias brasileiras exploram esse mercado? Elas podem ser tão competitivas quanto as chinesas? Qual o diferencial que podem desenvolver para ganhar espaço?

A empresa pode começar solicitando uma visita técnica do PEIEX – Projeto Extensão Industrial Exportadora e avaliar o potencial do negócio e identificar os pontos de melhoria: adequações às normas de segurança, higiene e certificações internacionais.

Para solicitar a visita, o exportador deve entrar em contato com os escritórios da Apex no Brasil:

Brasília – DF – Sede

Telefone: (61) 3426-0202

Endereço: SBN,Quadra 02, Lote 11, Edifício Apex-Brasil CEP 70040-020 Brasília (DF)

E-mail: [email protected]

São Paulo – SP

Telefone: (61) 3426-0202

Endereço: Avenida Presidente Juscelino Kubitscheck, 28, Vila Nova Conceição 3º andar CEP 04543-000 São Paulo (SP)

E-mail: [email protected]

Ao reconhecer o país que pretende exportar, é preciso visitar feiras, conhecer os potenciais concorrentes, pois as tendências do mercado externo podem muito bem serem adaptados para o mercado interno e colaborar para a competitividade da marca dentro e fora do Brasil.

Para estabelecer um networking em feiras, o empresário precisa desenvolver material de divulgação e promoção em, pelo menos, inglês e espanhol. Encontre uma empresa de tradução renomada que realize o serviço, pois quanto mais profissional for o material, mais seriedade seus negócios demonstração ao mercado.

Exportar é uma atividade extremamente meticulosa e exige o conhecimento do mercado local, das características culturais e uma análise constante da concorrência acirrada, mas exatamente pelas altas exigências, uma vez supridas, o exportador consegue transformar este patamar de excelência em um aliado para fidelizar ainda mais o mercado interno: antecipando tendências e superando as expectativas em relação à concorrência local.


Categoria: Informações Gerais | 01.fevereiro.2016 | sem comentários | Comentar



Saiba como Manter as Finanças de sua Empresa em Dia

Está com problema para manter as contas financeiras de sua empresa em dia? Embora essa tarefa não seja um assunto tão simples de se resolver, saiba que ter o controle de toda situação é de suma importância para se ter sucesso nos negócios. Sendo assim trazemos a seguir alguns hábitos e dicas que você deve seguir para tanto!

Separe as Contas da Empresa e Pessoal

Este é um dos erros mais cometidos por profissionais que perderam o controle de suas finanças, pois acham muito mais comodo concentrar o capital em um único cartão, dificultando ainda mais o detalhamento de contas empresariais e pessoais.

Comece abrindo contas separadamente, se possível em bancos diferentes para sua empresa e atividades pessoais. Dessa forma será necessário ter maior controle. Se você quer ser bem sucedido nos negócios, você precisa ser capaz de monitorar e acompanhar os seu desempenho tanto profissional, quanto pessoal.

Utilize um Software de Gestão para Seu Negócio

Atualmente existem uma série de software que possuem como propósito otimizar finanças, fluxo de caixa, estoque, serviços dentre outras atividades especificas para cada negócio. Utilize todas as ferramentas possíveis que podem ser encontradas por valores bem acessíveis no mercado.

Além de ajudar no controle de suas atividades comerciais, muitos softwares geram relatórios mensais, semestrais e anuais que podem ser analisados para tomar decisões mais eficazes do que vem dando certo e errado em seu negócio.

Contrate um Escritório de Contabilidade de Confiança

É praticamente impossível ter uma empresa sem antes contratar um escritório de contabilidade especializado. Alguns empresários têm uma tendência a tentar lidar com tudo sozinhos. Mas somente um contador profissional é capaz de encontrar soluções legais e normas burocráticas legais que sua atividade comercial deve seguir.

Outro beneficio na contratação de um contabilista é a economia de dinheiro a longo prazo, pois enquanto você se preocupa prioritariamente com tarefas que alavancam e mantêm seu negócio, o contador irá cuidar de todo tédio que é a parte burocrática.

Planejar com Antecedência

Acompanhar suas finanças, planejar as receitas e despesas futuras irá lhe permitir tomar melhores decisões de longo prazo para o seu negócio.

Caso não esteja de olho no futuro do seu negócio, você pode ser pego de surpresa. Se você quiser chegar mais longe e ficar à frente da concorrência, é necessário planejar qual será o futuro de sua empresa nos próximos 3, 5, ou até 10 anos.

Você vai ser capaz de resolver surpresas indesejáveis ​​se você ficar à frente da situação. Mesmo se despesas inesperadas aparecerem, se você estiver praticando o conservadorismo em seus gastos, você não sofrerá com problemas graves no futuro.

Faça seu Orçamento Financeiro

Manter a saúde financeira de sua empresa inclui a criação de um orçamento. Embora muitos empresários pensam que este passo não possui tanta necessidade, saiba que criar um orçamento financeiro se compara compara com o valor de um plano de negócios bem elaborado.

Entenda que um orçamento não é uma ferramenta para planejar cada centavo que deve ser gasto. Pelo contrário, é um quadro que você pode usar para ajudá-lo a tomar decisões claras para se ter uma posição com aumento de gastos com marketing por exemplo, ou cortando custos de expansão para manter seus lucros no positivo.

Faça um orçamento para usá-lo como seu guia. Não permitir que ele forçá-lo em decisões que você não quer fazer, mas usá-lo para fazer ajustes quando e onde necessário.

Conclui-se que para manter as finanças de sua empresa em dia o planejamento é fundamental. Utilize a seu favor os benefícios da tecnologia através de softwares de gestão e não deixe de procurar por um contabilista e conversar sobre as melhores soluções burocráticas e tributárias que seu negócio deve tomar.




Mais de 1.000 Planilhas de Excel Editáveis

Achei um pacote muito fera de  planilhas editáveis de Excel!

Eu estava precisando resolver uma planilha complicada de relatório comercial da WTW, e achei um modelo prontinho! Foi só entrar com meus dados e o relatório estava pronto.

Me custou R$29,90 e me resolveu um problemasso!

Tinha outras 999 (hehe) planilhas no pacote, mas ainda não consegui ver todas. Sei que esta de vendas foi top!

Se alguém tiver interesse em comprar, segue o link.


Categoria: Informações Gerais | 02.novembro.2014 | sem comentários | Comentar



Mercado de Jogos Online

Cada vez mais tem aumentado o número de apostadores e jogadores em casinos online. Para se ter uma idéia somente no terceiro trimestre de 2012 e em jogos de mesa, o The Venetian Macau movimentou cerca de 1,14 bilhões de dólares, com uma receita efetiva de 357.1 milhões de dólares. No mesmo período, o Sands de Macau, movimentou 739 milhões de dólares com uma receita final de 153,7 milhões de dólares. Em igual período, o Wynn Macau, movimentou 686,1 milhões de dólares, tendo obtido uma receita real de 211,3 milhões de dólares.
Ao analisarmos estes números é fácil perceber que os casinos conseguem captar um imenso capital movimentado e dos lucros produzidos
No mercado russo, apenas em 2012, o mercado de jogos atingiu 1,35 bilhões, e os jogos online foram responsáveis por 64% dessa quantia, prevendo-se que a receita anual dos fabricantes de jogos de computador deva atingir cerca de 1,4 bilhões de dólares até 2015. Assim, este tipo mercado de jogos e apostas vem a ser fonte de receita muito significativa para muitas pessoas e que trás várias questões associadas.
Isto porque como se trata de um jogo ou algo em que por vezes o fator sorte está considerado acontece que ganhos rápidos e importantes sao relativamente ocasionais e fáceis. O problema prende-se depois com a gestão e administração desse dinheiro e até da forma como se joga uma vez que isso pode levar a ruína muitas pessoas como são vários os casos conhecidos.
Nesse sentido, existem cada vez mais empresas especializadas em ajudar na administração e gestão de carteiras ou contas precisamente para este tipo de sites. Isto até porque este tipo de jogos de casino ganhou um destaque cada vez maior devido ao impacto que o mercado online trouxe a este segmento de jogos. Porque os casinos online como, por exemplo, CasinoOnline.pt/slots tem um acesso maior por ser possível faze-lo em praticamente qualquer lado através de qualquer smartphone ou tablet e experimentar jogos como poquer, slots, roleta ou blackjack. Isto traduziu-se num crescimento e volume de dinheiro movimentado muito maiores e por vezes são necessárias ajudas e aconselhamentos especializados como numa conta bancária.
Outro aspeto, focado na administração deste tipo de sites prende-se precisamente com o dinheiro que movimentam, o valor que pagam de impostos e a legislação dos países. Isto porque nem em todos os países este tipo de jogos é legalizado mas, por outro lado, os jogos de casino online não são proibidos o que leva a que muitas pessoas joguem mesmo em países onde não é possível faze-lo fisicamente. E claro nos países onde estão legalizados é normalmente onde as unidades de gestão física deste tipo de sites escolhe para se instalarem o que gera grande volume de impostos para esses países. Nesse sentido, a gestão destes espaços virtuais ou físicos requer grande preparação e planeamento pelo que várias empresas se assumem como uma boa opção de outsourcing para este tipo de especialização.


Categoria: Informações Gerais | 19.agosto.2014 | sem comentários | Comentar



Página 1 de 1312345...10...Última »