O caso do painel do avião



Este caso serve para introduzir o estudo do Balanced Scorecard, demonstrando a importância da definição e utilização de indicadores diversos numa organização.

Kaplan e Norton (1997) começam pedindo que o leitor imagine-se entrando na cabine de um avião a jato, que possui apenas um instrumento, e relatam o diálogo (extraído na íntegra) a seguir:

Passageiro: Não imaginei que você pilotasse o avião com um único instrumento. O que ele mede?

Piloto: A velocidade do ar. Estou controlando rigorosamente a velocidade do ar neste vôo.

Passageiro: Ótimo. A velocidade do ar deve ser importante. Mas, e a altitude? Um altímetro não ajudaria?

Piloto: Aprendi a controlar a altitude nos últimos vôos e já sou um mestre nisso. Agora tenho que prestar atenção na velocidade do ar.

Passageiro: Mas você não tem sequer um medidor de combustível. Não seria útil?

Piloto: Claro; o combustível é importante, mas não consigo me concentrar em tantas coisas ao mesmo tempo. Por isso, neste vôo a minha preocupação é com a velocidade do ar. Quando aprender a dominá-la tão bem quanto a altitude, vou me dedicar ao consumo de combustível nos próximos vôos.

Kaplan e Norton (1997) prosseguem então com o pensamento: “acreditamos que, depois dessa conversa, você não embarcaria mais. Mesmo que o piloto mostrasse um desempenho excepcional no controle de velocidade do ar, você morreria de medo de se chocar com montanhas altas ou ficar sem combustível”.

É claro que o diálogo é fantasioso, pois nenhum piloto se arriscaria a comandar uma nave complexa como um avião a jato por espaços aéreos congestionados, com o auxílio de um único instrumento.

Pilotos experientes processam informações provenientes de uma série de indicadores, com naturalidade. Assim, implementar o planejamento estratégico em uma organização moderna, num ambiente competitivo, é no mínimo tão complicado quanto pilotar um avião a jato. Os executivos necessitam, então, de indicadores sobre os vários aspectos do ambiente e do desempenho organizacional, sem os quais não têm como atingir os objetivos da organização.



Uma Comentário

  1. Alexandre Santos disse:

    Elucidativa a abordagem. Existe muita dificuldade de clarear o conceito e essa visão permite estruturar um raciocínio lógico sobre o significado do BSC.

Comente





Posts Relacionados

  • A necessidade de múltiplos indicadoresA necessidade de múltiplos indicadores Kaplan e Norton (1997) afirmam que, dentro de uma organização, você deve possuir indicadores que cubram todos as diferentes áreas de uma organização. Dizem ainda, que, historicamente, o […]
  • Balanced ScorecardBalanced Scorecard De acordo com seus criadores, Kaplan e Norton (1997), “O Balanced Scorecard (BSC) é basicamente um mecanismo para a implementação da estratégia, não para sua formulação [...] ele oferecerá […]
  • Histórico do Balanced ScorecardHistórico do Balanced Scorecard Este histórico foi adaptado do artigo "Balanced Scorecard com modelo de gestão estratégica: um estudo de caso da Gol Linhas Aéreas Inteligentes", de Cláudio de Almeida Fernandes, da […]
  • Monitoramento e ControleMonitoramento e Controle Embora muitas vezes esta etapa não seja levada em consideração, a etapa do monitoramento e controle é essencial. Segundo Maximiano (2006), o monitoramento "consiste em acompanhar e avaliar […]
  • Planilha de Controle Financeiro PessoalPlanilha de Controle Financeiro Pessoal Ministrarei um evento neste sábado (18/12/2010) falando sobre Planejamento e Orçamento Familiar para uma imobiliária de Campo Grande-MS. UPDATE (15/05/2011): Segue vídeo explicando como […]
  • Tabelas para controlar Fluxo de CaixaTabelas para controlar Fluxo de Caixa Nas tabelas que se seguem foram adotados o período diário como exemplo principal, podendo também como exemplo mais apurado realizar o controle semanal.   Para entendermos melhor sua […]