Segmentação de Mercado – Caso Henry Ford



Uma das histórias mais antigas e sempre lembrada quando se aborda a segmentação de mercado, está ligada ao pai da indústria automobilística moderna, Henry Ford. A empresa de Ford desenvolveu o modelo “Ford T” como um carro destinado a satisfazer qualquer pessoa.
Nesta época, Alfred Sloan Jr., na General Motors, entrou no mercado após a Ford, pedindo que seus engenheiros criassem vários modelos de carros, cada um projetado para satisfazer as necessidades e gostos de um grupo diferente de clientes. Esta estratégia, segundo Churchill (2000), ajudou a GM a se tornar a maior empresa do mundo.
Quando a Ford viu a GM surgir com vários modelos diferentes, um dos diretores de Ford resolveu dizer ao Sr. Henry Ford: “A GM está crescendo em vendas, começando a se tornar um incômodo. Será que a Ford não poderia produzir carros diferentes, de outras cores, para atingir públicos diferentes?”.
E a célebre resposta de Henry Ford foi: “Podemos produzir carros de qualquer cor, contanto que sejam da cor preta”. Esta postura mostra uma falta de orientação para o mercado, e a não percepção do conceito de que existem públicos diferentes com gostos diferentes.



Uma Comentário

Comente





Posts Relacionados

  • Estratégias de Segmentação de MercadoEstratégias de Segmentação de Mercado Assim que sejam identificados os diferentes segmentos em que se pode atuar, o próximo passo é definir qual o posicionamento estratégico da empresa em relação a cada um dos segmentos, e com […]
  • Tipos de Segmentação de MercadoTipos de Segmentação de Mercado Churchill (2003) aponta também que "os profissionais de marketing podem escolher entre uma variedade de maneiras para segmentar mercados". Escolhendo então a base para a segmentação, e […]
  • Abordagens de Marketing para a Segmentação de MercadoAbordagens de Marketing para a Segmentação de Mercado Aproveitando o exemplo anterior, podemos selecionar diferentes critérios para realizar a segmentação de determinado mercado. Churchill (2003) coloca que existem três abordagens gerais […]
  • Estratégia de Segmentação de ConcentraçãoEstratégia de Segmentação de Concentração Dias (2004) define que a estratégia de concentração ocorre quando a empresa seleciona um único segmento como prioritário, como o mais importante, e concentra todos os seus esforços […]
  • Estratégia de Segmentação de DiferenciaçãoEstratégia de Segmentação de Diferenciação Já a estratégia de diferenciação, Dias (2004) define como aquela que a empresa reconhece e leva em consideração as diferenças significativas que possam existir entre os mercados-alvo, […]
  • Estratégia de Segmentação de Não-DiferenciaçãoEstratégia de Segmentação de Não-Diferenciação Dias (2004) afirma que a estratégia de não-diferenciação ocorre quando a empresa opta por explorar todo o seu mercado potencial, em todas as regiões geográficas possíveis, utilizando-se de […]