Dicas sobre Trabalho em Equipe



Separamos agora, para finalizar nosso guia, as principais dicas sobre Trabalho em Equipe, para quem quer ter sucesso com a gestão de equipes:

TAMANHO NÃO É DOCUMENTO

Ao fixar o número de membros da equipe, lembre-se: se for enxuta, terá mais chance de ser bem sucedida. Assim, pode-se considerar um engano inflar a equipe com pretexto de que mais gente mobilizada se traduz por maior influência política nas decisões. É difícil lidar com uma equipe de 20, 30 ou 40 pessoas.

COMBINE COMPETÊNCIAS

Um time só pode funcionar eficazmente se cada posição estiver bem definida. É preciso, para isso, contar com especialistas de diferentes áreas. É indispensável que as pessoas exercitem suas habilidades de relacionamento: saber ouvir, conceder ao companheiro o benefício da dívida, reconhecer méritos alheios, etc.

DEDIQUE TEMPO PARA ATINGIR OS OBJETIVOS

Escalada a equipe, a primeira coisa a fazer é explorar, discutir e moldar uma proposta que seria desafiadora e inspiradora, a ponto de manter motivado cada um dos membros durante o desenvolvimento do projeto. Sua tarefa é conseguir traduzir nessa proposta as necessidades e demandas da empresa. Em geral, uma proposta é resultado de orientação hierárquica superior, nem sempre feita com precisão. Por isso, leva-se tempo para elaborar a proposta. Atenção: esse tempo consumido deve ser considerado não como desperdiçado e sim como investimento fundamental.

SUBDIVIDA A PROPOSTA EM OBJETIVOS MENORES

É vantajoso partilhar a proposta em metas específicas de menor porte. Fica mais fácil focar e perseguir cada passo. Também será possível melhor avaliar o desempenho da equipe e identificar obstáculos a serem removidos. Um projeto não é uma estrada sem paradas. Cada meta alcançada no percurso deve ser devidamente comemorada.

DEFINA METAS ESPECÍFICAS

Sem metas, o grupo arrisca-se a desperdiçar tempo com discussões ambíguas e pouco produtivas, a perder-se em situações que o afastarão de seu principal objetivo.

FAÇA O ACOMPANHAMENTO DA EXECUÇÃO DAS METAS

De tempos em tempos, a equipe deve se certificar de que não perdeu de vista o conjunto da proposta. Sugere-se que a primeira checagem, para averiguar se o grupo continua comprometido com a proposta, deve ser feito em duas semanas, depois de iniciado o processo de trabalho (ou em data que a equipe julgar mais oportuna, contanto que seja definida previamente).

DEFINA AS REGRAS

Tão importante quanto detalhar o conteúdo e a forma da proposta é investir tempo para definir as regras do jogo. Dedicar pouco tempo ou renegar essa avaliação ao segundo plano e se dispersar com as atividades secundárias pode significar sério risco de perda de foco:
– Quanto tempo cada um vai dedicar ao projeto?
– Qual a periodicidade e os horários de reuniões?
– Como será feita a comunicação entre os membros da equipe?

ABERTURA ÀS IDÉIAS DE TODOS OS COMPONENTES DA EQUIPE

Cada membro da equipe, independente da posição na empresa, deve ter o direito e o dever de se manifestar. Deve prevalecer no grupo hierarquia de idéias, não hierarquia funcional. O líder deve ter bom senso para não confundir coordenação de trabalho com imposição de tarefas. Tudo que se refere ao engajamento da equipe deve ser acordado nessa etapa: os limites das responsabilidades individuais e os prazos críticos para a conclusão da tarefa.



Uma Comentário

  1. Elias Panzo disse:

    Valeu-me muito o “Modelo de questionário de pesquisas de Clima Organizacional para Pequenas e Médias Empresas” gostaria de ter mais material a respeito.

Comente





Posts Relacionados