Análise Política e Legal do Ambiente Externo



De acordo com Churchill (2000), uma organização não funciona apenas de acordo com seu próprio conjunto de regras, ela deve servir aos seus clientes e atender às demandas governamentais, assim também atender a grupos de interesse especiais.

As leis e regulamentação podem influenciar diversos aspectos de uma organização, entre eles: embalagem do produto, política de preços, divulgação, relações trabalhistas, entre outros. Essas limitações legais devem ser vistas não só como uma limitação da empresa, mas ser também uma fonte de oportunidades, já que manter- se dentro das leis não só ajuda a evitar multas e processos, mas promove uma boa relação de confiança com os clientes. (CHURCHILL, 2000)

Não só a preocupação com a legislação vigente deve ser levada em consideração, mas também a relação da organização com seus grupos de interesse. Associações, sindicatos e outros grupos de representação de classes permitem que a empresa uma forças com outras organizações (muitas vezes até suas concorrentes), para que possam lutar pelos direitos do seu setor de negócios, ou mesmo representar os interesses das partes nas votações do congresso.

O trabalho de lobby é essencial para a aprovação (ou veto) de uma série de novas leis que muitas vezes podem até ser benéficas, mas que na maioria das vezes são prejudiciais às empresas, como foi o caso recente do “Projeto Cidade Limpa”, que ordenou a retirada dos outdoors de toda a cidade de São Paulo.



Uma Comentário

  1. só estudante deste curso e as sua ideologias tenhem m ajudado muito disse:

    Continua com este proceder nunca desista, nas Universidades de angola as suas ideias são bastante úteis

Comente





Posts Relacionados

  • Análise do Ambiente EmpresarialAnálise do Ambiente Empresarial Para Andrews (1987) as principais sub-atividades da formulação de estratégia como atividade lógica incluem a identificação das oportunidades e ameaças no ambiente da empresa, adicionando […]
  • Análise do Ambiente Competitivo GlobalAnálise do Ambiente Competitivo Global Maximiano (2006) define que "o entendimento das forças competitivas de um ramo de negócios é fundamental para o desenvolvimento da estratégia". E para Serra, Torres e Torres (2004), uma […]
  • Análise do Ambiente Tecnológico GlobalAnálise do Ambiente Tecnológico Global Para Churchill (2000), “o conhecimento científico, a pesquisa, as invenções e as inovações que resultem em bens e serviços novos ou aperfeiçoados constituem o ambiente tecnológico”. A […]
  • Análise do Ambiente Natural GlobalAnálise do Ambiente Natural Global Churchill (2000) conceitua o ambiente natural como aquele que “envolve os recursos naturais disponíveis para a organização, ou ofertados por ela”. A capacidade de uma organização de […]
  • Análise do Ambiente Social GlobalAnálise do Ambiente Social Global Além destes aspectos já abordados, a organização também deve se atentar aos processos e às mudanças sociais, não deixando de analisar os valores, crenças e comportamentos da sociedade em […]
  • Análise do Ambiente Político e Legal GlobalAnálise do Ambiente Político e Legal Global Gilbert Churchill Jr. (2000) afirma que uma organização não funciona somente de acordo com suas próprias regras, mas esta deve servir a seus clientes e também atender à demanda […]