Entrevista Walter Kondo: como se tornar um administrador de fazendas



Walter Kondo é graduado em Medicina Veterinária pela UFPR, com MBA em Gestão de Agronegócios pela UFMS. Participou de cursos de desenvolvimento pessoal e liderança e está sempre atento aos eventos ligados ao setor. Quanto a experiência, gerenciei fazendas agrícolas e pecuária, num total de 7 propriedades simultâneas, com produções de soja, milho, cana e café, produções pecuária de corte da cria ao confinamento, implantando tecnologias que visavam uma busca constante do aumento de produtividade, através de parcerias com fornecedores e empresas de assessoria. Consegui sempre, nas mais diversas atividades, produtividades de destaque a nível regional e até estadual.

 

Antes de mais nada, é preciso ser do campo para trabalhar no campo? A rotina na fazenda favorece aos futuros administradores ou ser de uma cidade grande sem nenhum contato com o meio rural não interfere na formação do administrador de áreas rurais?

 

Não é preciso ser do campo, mas precisa ter muita afinidade. Pois é um estilo de vida completamente diferente, desde o amanhecer, os finais de semana, enfim, o dia a dia. Não tem teatro, shopping ou cinema. Precisa gostar do silêncio, da convivência com animais, da paz e tranquilidade do campo.

 

Quais requisitos básicos se espera de um administrador rural?

 

Um administrador precisa, antes de tudo, de atitude. Precisa conhecer as influências das estações do ano nas diversas produções e atividades da fazenda, para que possa fazer um bom planejamento das atividades e estabelecimento de metas para as diversas atividades. Um bom administrador precisa ter caráter, ser ético, justo e determinado para executar os planejamentos e atividades propostas.

 

Qual é sua área de atuação? Existem escolas que formam administradores de fazendas?

 

Atualmente, é gerência geral de lojas agropecuária. Mas, em fazendas, trabalhei com sistemas de integração lavoura/pecuária, produções agrícolas de soja, milho, cana e café, com produções pecuária de corte. Sistemas intensivos com creep-feeding, cruzamento industrial, desmame precoce e confinamento. Hoje, tem cursos de graduação em administração rural que ajudam muito aqueles que desejam atuar na área.

 

Desde quando começou até o momento, o que mais mudou no setor? O que você considera fundamental para um profissional manter-se atualizado?

 

Hoje a tecnologia da informática e a robótica fazem parte do dia-a-dia das grandes fazendas produtoras. Para se manter atualizado é preciso fazer especializações nas áreas de interesse e participar dos eventos ligados ao setor, como exposições, feiras, palestras técnicas, dias de campo, enfim, participar do maior número de eventos possíveis.

 

Sua formação inicial é medicina veterinária, isso foi um agente facilitador para o desempenho da função? Ou sua formação complementar que ofereceu as ferramentas que precisava?

 

Com certeza a graduação foi um facilitador, além de ter nascido em fazenda, enfim, um vínculo que vem desde as raízes. Para se manter atualizado é preciso gostar da atividade, a partir disso a busca por manter-se atualizado é uma consequência.

 

Como está o setor hoje? É carente de profissionais ou está saturado? Quais caraterísticas são fundamentais para conquistar um emprego?

 

O setor é carente de bons profissionais e, o agronegócio é a grande oportunidade do nosso país, que tem vocação pela extensão territorial, condições climáticas, o país que tem a maior reserva de água doce do planeta, tecnologia própria para ser o mais produtivo na maioria das principais atividades agropecuária. Para se conquistar um emprego no setor precisa gostar da atividade, determinação e muita garra para vencer os muitos desafios do setor.

 

Quais são os maiores desafios para quem trabalha no campo hoje? 

 

Os maiores desafios do setor são:

– logística; de transporte, com mais malhas rodoviárias, ferroviária e hidroviária, de portos mais eficientes e maior quantidade de portos.

– carga tributária menos onerosa.

– maior segurança em leis mais específicas e eficientes que possam garantir maiores investimentos no setor, como direito de propriedade que tenham um atendimento mais rápido e efetivo das autoridades em casos de invasão.

– uma política mais eficiente e abrangente por parte do governo federal para o setor. Uma política com planejamento para longo prazo, algo em torno de 20 anos.

 

As fazendas muitas vezes são indústrias rurais, como lidar com a falta de infraestrutura típica do campo na hora da contratação: falta de escolas, internet, serviços…?

 

Existe hoje tecnologia para levar internet mesmo em propriedades muito isoladas. No caso de escolas de ensino fundamental, dificilmente haverá local sem acesso, pois existem escolas mesmo em locais de difícil acesso.

 

O administrador de fazendas também é responsável pelo bem estar dos funcionários, que muitas vezes moram na fazenda. Que tipo de benefícios garantem qualidade de vida para esses profissionais?

 

Primeiro um bom plano de saúde para toda a equipe. Depois, divulgar e implantar hortas comunitária, criação de galinhas poedeiras, suínos e frangos de corte. Divulgar e implantar planos de cuidados sanitários e de higiene pessoal. Implantar, dependendo do tamanho da equipe, com apoio de autoridades municipais, uma escola na propriedade.

 

Quando se trata de comprar fazenda, o administrador teria condições de avaliar fazendas a venda?

 

Sim. Basta que o administrador tenha informações do preço praticado na região, por alqueire ou por hectare, avaliar as instalações da propriedade, a distância com relação as cidades próximas e principais vias de acesso. A partir destas informações ele saberá avaliar tanto para adquirir, como para vender. No meu caso, já negociei já negociei aquisições e venda.

 

Por Laryssa Caetano.



Comentários

  1. Glêrton Maia disse:

    Boa Tarde,

    gostaria de saber quando terá turma pois, tenho interesse de iniciar as atividades.
    grato,

    Glerton Maia

  2. […] de grandes áreas rurais envolve vários custos e muito tempo no campo, conforme explica o administrador de fazendas Walter Kondo. Uma gestão eficiente significa conhecer as ferramentas disponíveis para otimizar os recursos da […]

Comente





Posts Relacionados

  • Branding x identidade visual: conheça as diferençasBranding x identidade visual: conheça as diferenças A construção de uma marca é feita por vários elementos, ela não é apenas um símbolo ou um produto na prateleira. Quem produz precisa pensar nos fatores que irão agregar valor com o passar […]
  • Relações HumanasRelações Humanas É a arte de relacionar-se com as pessoas. Relações Humanas eficientes requerem que façamos tal esforço no sentido de aprender mais a respeito de nós mesmos, a fim de adquirirmos a […]
  • Estrutura OrganizacionalEstrutura Organizacional Agora com maiores conhecimentos sobre a administração e as funções do administrador, Joãozinho quer saber como funciona a organização de uma empresa. Sem saber exatamente onde encontrar, […]
  • Negócios rurais: qual o segredo de uma boa gestão?Negócios rurais: qual o segredo de uma boa gestão? A gestão eficiente de qualquer formato de negócio é o pilar fundamental para que qualquer projeto consiga ter um bom desenvolvimento. Empreendedores de negócios rurais enfrentam várias […]
  • Eficácia e EficiênciaEficácia e Eficiência Eficácia – é a capacidade de fazer com que as coisas certas sejam feitas. Eficiência – é a capacidade de fazer as coisas da maneira correta. Quatro realidades na vida de um gerente […]
  • Administrador Rural – Desafios da Crise para o profissionalAdministrador Rural – Desafios da Crise para o profissional Entrevista concedida para a Revista Brasileira de Administração (http://www.rbaonline.org.br). 1 - Em tempos de crises econômicas, globalização, como vê a questão da administração rural […]